07 junho 2009

Castanholas @ Museu Virtual

Mais uma prévia da grande reportagem Museu Virtual que sera publicada no Flamenco Brasil em julho.

Flautista e dançarina com crótalos, forma primitiva da castanhola.Quase todas as civilizações possuíram instrumentos semelhantes às castanholas. José de Udaeta, autor do livro La castañuela españuela – origen y evolución, acredita que estes foram os primeiros instrumentos inventados pelo homem. Contudo, a castanhola espanhola foi a única que evoluiu através do tempo. Desde o material do qual é feito até sua forma, os artesãos espanhóis fizeram diversas experimentações até conseguirem tirar os melhores sons das castanholas.

Castanhola de madeira da Del Sur, uma das melhores marcas da Espanha.Existem diversas maneiras de segurar as castanholas. Nas Canárias, por exemplo, elas são fixadas nos quatro dedos da mão, deixando apenas o polegar livre. Toca-se com um único movimento da mão e dos punhos. No começo do século XVIII, um dos grandes avanços ocorridos na maneira de tocar as castanholas, foi sua fixação no polegar. Dessa forma, os quatro dedos ficam livres para a execução de toques variados. A partir de então as castanholas passam a ser tocadas nos bailes de côrte da Espanha, especialmente impulsionadas pelo acompanhamento de um estilo chamado seguidilla. Este estilo faz parte do conjunto de danças chamado de bolero, que junto com as danças clássicas da França e da Itália, influenciou o surgimento da Escola Bolera.

Um comentário:

fluxy disse...

Olá Luiza!
Dancei flamenco por alguns anos e nunca soube tantos detalhes sobre castanholas.
Muito bacana,parabéns!
abraço.


meu blog
http://fokine-to-be.blogspot.com/